Lemoskine

Eu sou o Rodrigo Lemos; um artista, compositor e produtor residente em Curitiba.

I am Rodrigo Lemos; a Curitiba based artist, composer and producer.

"What keeps you moving..."

BACK IN 2010, enquanto debutava em carreira solo, fui procurado pela diretora e pesquisadora Cândida Monte para que fizesse uma "espécie de trabalho de DJ" numa performance de dança; na qual estava envolvida como produtora.

"Diacho... Eu, DJ? Eu canto e toco rock... Não manjo bulhufas das turntables!", pensei.

Ela seguiu, me explicando que sua amiga performer vinha trabalhando num espetáculo acerca das motivações para o movimento, e precisava de alguém para sonorizar. O conceito de DJ tem se tornado bem amplo na atualidade, mas eu estava prestes a conhecer a Michelle Moura e compreender que poderia ampliar também os meus horizontes na música.

O trabalho de performance da Michelle é cheio de personalidade, contestação e ritmo, de forma que me senti muito íntimo dessa atmosfera logo de início... Não bastasse sua inteligência motora, fiquei perplexo com sua pesquisa dramatúrgica e musical para compor um espetáculo. Super descolada, a Mi já vinha trocando experiência e trabalhando com outros artistas ao longo de sua trajetória (fez parte do coletivo Couve Flor), alternando Brasil e França em residências artísticas. Para trilhar sua coreografia, enquanto trabalhava sozinha, já estava se virando com uns presets do Ableton Live (um software de criação e live performance bastante utilizado por DJs, por sinal) mas ainda carecia de sincronismo e desenho sonoro para atender aos seus insights na dança. "Rodrigo: o quê nos move?", me perguntava como querendo me sintonizar na estação correta... E foi justamente daí que partiu, para conceber "Cavalo":

Fomos trabalhando para dar vida às propostas do movimento, transformando-as em som e vice-versa. Pode-se dizer que, em 2010, a Michelle não precisava de um DJ, mas sim de um gerador de feedback... Fazer surgir, dentro do campo magnético que é a performance, uma outra polaridade que pudesse modificar seu movimento e também ser modificada por ele.
De lá pra cá, foram muitas apresentações e experimentos ao lado de uma equipe que ainda conta com a designer de luz Fábia Regina, o produtor Well Guitti e, aquela que nos juntou lá no início, a Cândida.

Dando seqüência à linguagem aplicada em "Cavalo", veio "Fole". Uma nova performance em que a bailarina altera seu estado de consciência através da hiperoxigenação cerebral (e meu spoiler pára por aí). Interessante observar que produzimos pelo menos 95% dos sons ao vivo, mesclando respiração e efeitos analógicos e digitais. Hoje, às 18h30, faremos a segunda apresentação no SESC Belenzinho, em São Paulo, e você está convidado a comparecer!

Foto de background por Rosano Mauro Jr.